Giblog #146 – O Fim

CDF_final

Em 27 de agosto de 2012 postei aqui pela primeira vez.
Uma tirinha introdutória, bem basicona, com a ideia de fazer uma espécie de diário. Eu não sabia bem o que tava fazendo na época, só sabia que queria mostrar meu trabalho de alguma forma, e depois de muita insistência dos meus amigos, comecei a postar meus quadrinhos online. E aí, meio que surgiu o Café do Feliz.
Quase 6 anos depois, eu nem consigo imaginar como minha vida seria se eu não tivesse feito isso. E hoje estou postando aqui pela última vez.

MAS CALMA!! Leia tudo antes, hahaha!

Durante esses 6 anos, aprendi muita coisa! Muita coisa sobre quadrinhos, sobre internet, sobre pessoas, sobre novas ferramentas… Foram quase mil tirinhas feitas para o site, mais de 11 mil comentários… Várias séries como High School Sux, Punk the System, Café Diário, posts informativos com os Fridays… Em 2015 publiquei uma história na Fliperamas com vários colegas, uma coletânea sobre videogames, que foi muito bem recebida e rendeu uma indicação ao Troféu HQ Mix. Em 2016 quis me lançar em um novo desafio, apostando em narrativas mais complexas, com a parceria com o Digo Freitas (que aliás, conheci através do meu contato com as webcomics!), resultando na HQ Tinta Fresca – Destino Traçado, financiada pelo Catarse e indicada ao HQ Mix. De 2016 até este ano, desenvolvi Love Sucks que, recentemente, virou livro, novamente financiado pelo Catarse!

Tive a oportunidade de participar de vários eventos pelo país, como a Fest Comix, a Bienal de Quadrinhos de Curitiba, o FIQ e a Comic Con Experience. Conheci artistas incríveis durante esse período, os quais acabaram se tornando amigos queridíssimos!

Olhando pra trás, para aquele dia que publiquei timidamente uma tirinha tosca num blog que eu nem sabia onde ia dar, dá uma sensação muito boa, porque só consegui seguir essa trajetória toda porque você, que está lendo esse texto, me apoiou de alguma forma. Talvez você esteja aqui desde o comecinho, ou talvez tenha chegado no meio do caminho e foi acompanhando o que saía. Talvez tenha visitado a cada post novo, ou quem sabe esperava dar uma semana ou um mês pra ler tudo de uma vez. Talvez você tenha visto minhas twitcams, me ouvido contar a infame piada do bolo (duas vezes!) ou cantar Lucy in the Sky with Diamonds ao vivo! Talvez tenha apoiado algum dos projetos no Catarse, mas pode ser que só tenha compartilhado o link, ou só tenha desejado boa sorte. Talvez tenha se tornado um grande amigo. Talvez só nos conversamos às vezes pelas redes, ou até mesmo nunca tenhamos nos falado mas  mesmo assim você estava ali.

Não importa. Você estava ali, interagindo ou não. Me incentivando a continuar a fazer o que eu amo, mesmo sem saber. Você, leitor ou leitora, é a razão de eu ter chegado aqui e querer ir cada vez mais longe. Querer criar novas histórias, novas situações, novos personagens, conhecer mais lugares, mais pessoas, a fazer novos amigos. Aprender mais e mais! Graças a você, pude encerrar esse ciclo com a cabeça erguida e um sorriso no rosto. Feliz.
Muito obrigado a VOCÊ.

MAAAAAS…
E agora??

Calma, gente, calma! Hahahaha! O Café do Feliz está chegando ao fim, mas nem a pau que vocês vão se livrar de mim assim tão fácil!
Primeiro, do dia 06 a 09 de setembro, estarei na Bienal de Quadrinhos de Curitiba novamente, para lançar Tinta Fresca – Linha de Frente, o segundo volume da série criada pelo Digo. E quem ainda não adquiriu o livro Love Sucks pode comprar comigo no evento também, ou na CCXP em São Paulo, com o Ariel da Cunha e a Amanda Barros, meus editores, que vão estar no Artist’s Alley de lá. Em todo caso, se você não puder ir em nenhum dos eventos, mande uma mensagem através da minha página no Face ou no Twitter, que eu envio pelos Correios!
E, como vocês que me acompanham pelas redes já devem saber, estou planejando um reboot! Todo o aprendizado que adquiri durante esses anos irão servir de base para a criação de uma nova página, com um novo nome. Alguns elementos vão continuar, porém. Ainda quero trabalhar com os personagens que vocês conhecem e amam, dar a eles a chance de um novo começo. Ainda tô desenvolvendo isso, mas vocês vão ficar sabendo de tudo através das redes sociais, especialmente o Twitter. Não precisa deixar de me seguir, então, haha!

Enfim, eu acho que vocês vão gostar do que vou trazer pra vocês no futuro!
Mais uma vez, leitores e leitoras, muito obrigado por tudo que vocês me trouxeram.
Me despeço às lágrimas, mas sei bem que esse “adeus” é apenas um “até breve”.

-Vinícius Gressana (o Feliz).

5 ideias sobre “Giblog #146 – O Fim

  1. Sempre adorei seu trabalho, Feliz, e continuarei adorando e lendo assim q eu sair dessa pobreza (situações econômicas brasileiras do dia a dia). Mas vou ler sempre q puder e tentar apoiar quando der, então até mais.

  2. Fico feliz por vc. Aquela parte sobre como foi postar a primeira tirinha e o que ganhou com isso foi particularmente especial pra mim hoje, ando fazendo umas Streams de jogos (que vergonha falar isso haha) mas não completamente dedicado, fico bem tímido e inseguro se devia investir meu tempo nisso. Essa parte me motivou bastante, uma comunidade é algo que só de estar lá já pode ser incrível (ou botar uma puta pressão tbm haha). De qualquer forma, obrigado pelos anos de entretenimento, pqp anos mesmo, tinha 18 quando começou e agora 24. Que bom que não é um fim de verdade, espero ansioso pelo novo capitulo da sua saga. Obrigado

    • Continua com os streamings, cara!!
      Quando começar a aparecer o pessoal esperando você aparecer, cê vai ver o quanto vai valer a pena.
      Obrigado por estar sempre aqui, é muito bom ver que você cresceu junto com o blog. Hahahaha!
      Também tô muito ansioso pra começar de novo!
      Abraço!

  3. Eu conheci o blog esse ano. Daí pra entender toda a história, fui ver a primeira tirinha até a última que havia sido publicada. Passei quase um mês pra ler tudo. Ficava até tarde da noite, até pegar no sono pra tentar saber o que iria acontecer na próxima tirinha.
    Espero, ansiosamente, pela próxima página.

Deixe uma resposta