Punk the System #001

pts_001

Hoje inauguramos a série Punk the System!

Você já viu esses dois figuras por aqui no Café Diário #008, Café Diário #011, Café Diário #014, Café Diário #019 e Café Diário #022. Chegou a hora de oficializar, então!

Punk the System, ao contrário de High School Sux, não vai ter periodicidade definida e nem vai ser postado toda quarta-feira (o Café Diário ainda continua!).

Acompanhe aqui no CdF a eterna luta de um punk nervoso contra o gigante sem rosto conhecido como “Sistema” ao lado de um metaleiro que não tá nem aí pra muita coisa. Espero que vocês curtam!
-Feliz

High School Sux #043

hss_043

Sabe essa sensação que deixa a gente completamente fora de órbita e desconectado do resto do mundo?
Adolescência significa experimentá-las da forma mais intensa, deixando a euforia tomar conta dos pensamentos e palavras.

Quem ainda pode, aproveite isso!
-Feliz

Giblog #023

cdf_023

Uma das minhas promessas para 2013 foi aprender a tocar bateria.
Depois de alguns anos jogando Rock Band, comecei a fazer aulas.

Quando eu ficar bom, gravarei um vídeo pra mostrar o progresso!
-Feliz

Friday, Bloody Friday #022

friday_021

Aproveitando o tema do Café Diário de quarta-feira, vamos hoje relembrar os Anos 90!

Muitos dos leitores do Café do Feliz nasceram nessa década e acabaram atravessando ela apenas na infância. Como alguém nascido em meados da (também gloriosa) década de 80, tive na década de 90 os anos que definiram meu caráter.

Foi nessa época que finalmente consegui me ver como gente e entender mais ou menos o que era o mundo. Vi minha primeira Copa do Mundo em 1994, quando o Brasil foi Tetracampeão contra a Itália. Nesse ano compreendi a paixão do brasileiro pelo futebol e a idolatria por um corredor de Fórmula 1, cuja morte também testemunhei. Senti o mesmo quando vi os Mamonas Assassinas morrerem, pouquíssimo tempo depois de ter testemunhado o surgimento e o sucesso imediato da banda. Ainda não entendia muito bem os conceitos de economia ou inflação (minha única noção dessas coisas era através dos gibis do Tio Patinhas), mas achava estranho quando a moeda deixava de ser Cruzado para virar Cruzado Novo, depois Cruzeiro, depois Cruzeiro Real para enfim virar Real. Era meio difícil se acostumar com aquilo. Demorou algum tempo também pra entender que estávamos vivendo uma época recém saída de um período longo de ditadura e o que aquilo significava, e achei estranho quando vi um Presidente ser afastado. Na época pensei “ué, e isso pode?”.

Cresci vendo Tv Colosso, assistia todos os desenhos do Sábado Animado, da Sessão Desenho e esperava ansiosamente o fim de tarde para assistir Tv Cruj. Alguns dos desenhos mais incríveis que já vi surgiram nessa década: Tiny Toon, Doug, a Turma do Pateta, Batman – A Série Animada, e os hilários Cartoon Cartoons! Sem falar nos animes como Pokémon, Samurai X, Fly (que vi muito pouco, porque perdia quase todo episódio!). E ainda tivemos seriados marcantes como Arquivo X, Blossom, Friends, E.R. (Plantão Médico), etc. Anos Incríveis foi criado no fim dos anos 80, mas foi exibido aqui no Brasil pela Tv Cultura nos anos 90, e que série sensacional!

Sem falar é claro de ter vivido a geração dos consoles que mais deixam saudades, como o Super Nintendo, Mega Drive e Play Station 1. E ainda testemunhei o surgimento da internet, vejam só! É muito estranho lembrar como era não poder usar o telefone enquanto se estava conectado, como era difícil encontrar uma página hospedada no Geocities que funcionava, como levava mais de meia hora pra baixar uma única música. Usávamos o ICQ, o Napster e o WinAmp. Entrar na internet já era uma coisa engraçada, com aquele tom de discagem bizarro!

Boa parte da minha adolescência aconteceu nessa época, também. Foi bem no final dela que comecei a definir meu gosto musical e a preferência pelo rock, ouvindo bastante Nirvana, Red Hot Chili Peppers, Foo Fighters e o Offspring. Já nos anos 2000, amadurecendo minhas preferências, vi que esse tinha sido um período muito bacana para a música, com destaque para Blur, Pearl Jam, 311, Weezer, Rage Against the Machine entre várias e várias outras bandas.

Mesmo quem não viveu esse período, com certeza foi influenciado por ele de alguma forma. Então, leitor, sinta-se à vontade para deixar aí nos comentários o que você viveu dos anos 90 e o que mais deixa saudades. Ou se não viveu, o que dessa década te influencia nos dias de hoje. Seja na música, na TV, cinema, quadrinhos, games, enfim, sobre o que quiser!

Grande abraço a todos e até semana que vem!
-Feliz

Café Diário #024

daily_024

Esse é meu pensamento toda vez que eu vou ao parque e vejo as pessoas andando de patins (que na época a gente chamava de roller) ouvindo música nesses fones!

E se você não conhece os Vengaboys ou não se lembra, clique aqui e veja o que era o espírito dos Anos 90. Quem aí atravessou essa década?

-Feliz

Friday, bloody Friday #021

E aí, caros leitores!

Hoje temos uma novidade por aqui: papéis de parede do Café! Como vocês podem perceber, ali em cima na barra de menus está disponível agora a sessão de “Wallpapers”!

Você pode clicar nas imagens abaixo para salvar seu wallpaper nas versões para PC. No novo menu ali em cima, você encontra também versões para smartphones com sistema Android e iOS.
Inicialmente são 4 modelos, mas com o tempo farei ainda mais! Confira sempre a Fanpage, conforme novos modelos forem adicionados aqui no blog na sessão “Wallpapers”, eles serão anunciados lá.

Clique para salvar!

Print

cdf wallpaper 2_pc

cdf wallpaper 3_pc

cdf wallpaper 4_pc

Espero que tenham curtido. Ainda vem mais por aí!
Bom, é isso aí, moçada, nos vemos semana aqui no Café do Feliz.

Bom final de semana a todos!
-Feliz